Valorização do Capital Humano: Novas possibilidades para o Trabalhador da Saúde

postado em: Notícias | 0

Quanto vale um bom trabalho?

Quem emprega quer qualidade, quem está empregado, precisa ser um excelente profissional, estar qualificado para a função, e apresentar resultados. No setor da saúde apresentar resultados, significa atender com excelência a vida humana. O resultado é fundamental para o paciente, importante para os gestores, e dignificante para o profissional que realiza o atendimento.

Toda a estrutura que acolhe profissionais de saúde, pacientes, empregados administrativos, prestadores de serviço, e tantos outros profissionais, depende da aplicação qualitativa de gestão integrada com a Valorização do Capital Humano.

O que é Valorização do Capital Humano?

Por quase dois séculos todos os esforços estavam direcionados para obter recursos materiais, que possibilitassem alcançar altos índices de produção.  A nova dinâmica propõe administrar, organizar e aprimorar o capital humano aliando a produtividade e lucratividade. O diferencial desta nova forma de gestão é criar possibilidades para o desenvolvimento através de conceitos como: Educação, Criatividade, Conhecimento, e Inovação. Parte desse envolvimento com o setor humano é eixo central propulsor para a nova geração de gestores de sucesso.

Desafios para quem quer destaque

Para quem está empregado na área da saúde e quer destaque vale algumas considerações importantes:

  • Vale à pena investir na capacitação permanente: educação ou atualização
  • Absorver as atividades organizacionais geradas para maximizar o conhecimento
  • Estar disponível para as dinâmicas de equipe

Os argumentos para apostar no êxito desta nova forma de gestão são divulgados por médicos, conferencistas, e principalmente por gestores. Com muitos desafios estruturais do setor, ainda assim é possível apostar nesta nova realidade para os trabalhadores da saúde, estimulados por uma gestão que impulsiona o colaborador a pensar e criar novos conhecimentos.

Na edição de setembro/2013 a Revista Saúde Catarinense publicou matéria sobre a nova dinâmica de gestão.  A abordagem demonstra o ponto de vista de profissionais da área da saúde, como o do médico lusitano José Fragata, que defende a qualidade sem aumentar recursos. A pauta é sugestão do resultado de conferencias durante o Encontro de Hospitais e Conferencia de Gestão que ocorreu em Florianópolis no segundo semestre deste ano.

O Sindicato através do Presidente Ingo Ehlert, está otimista com as novas perspectivas de gestão em beneficio do trabalhador da saúde – “Que os gestores estejam procurando novos caminhos para o desenvolvimento humano dentro das organizações de saúde, beneficia diretamente o nosso trabalhador. Este é sim um passo importante para a manutenção de um quadro funcional saudável e otimista com o futuro profissional” – comentou o presidente.

Reconhecer a importância do profissional de saúde é reconhecer a importância da saúde no país. A Organização Mundial da Saúde (OMS) no ano de 2006 definiu os trabalhadores do setor como o mais valioso recurso, pensar no desenvolvimento destes profissionais, com uma gestão voltada a valorização do capital humano é pensar na saúde de cada brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 11 =